sábado, 2 de abril de 2011

Fotos Antigas do Rio de Janeiro.

Recebi essas fotos antigas do Rio de Janeiro,

achei-as interessantíssimas e

gostaria de compartilhá-las com vocês!


*Por Flavinha


Túnel Novo em Copacabana, logo após sua perfuração.


Hotel Avenida, em cujo térreo situava-se a famosa Galeria Cruzeiro, com o terminal de bondes para a zona sul da cidade ( hoje Edifício Avenida Central).


Rua Visconde de Inhaúma – 1908. O edifício neoclássico à direita situa-se na esquina com a Av. Rio Branco. A igreja ao fundo está no Largo Santa Rita , início da então chamada Rua Larga (Rua Marechal Floriano).



Avenida Central – 1906 ( depois chamada Av. Rio Branco). À esquerda o Palácio Monroe ( demolido em 1975).


Ferry Boat “Valda III” para Niteroi -1970.



Antiga barca da Cia. Cantareira para Paquetá, Ilha do Governador e Niteroi, momentos antes de atracar no Cais Pharoux (Praça XV) -1950.


Novos jardins do Aterro do Flamengo – 1968. Ao centro o Monumento aos Mortos da 2ª Guerra. A pequena enseada à esquerda é hoje a Marina da Glória.


Cinelândia nos anos 50, vista em direção ao Palácio Monroe ao fundo. Na calçada à direita, situava-se o cine Odeon e o Bar Amarelinho. Os bares apresentavam música ao vivo, geralmente violino, flauta e piano.


Colégio Andrews na Praia de Botafogo - 1970.



Igreja da Imaculada Conceição na Praia de Botafogo.



Igreja de Santa Luzia – 1960. Ficava à beira-mar, na desaparecida praia de Santa Luzia, antes dos aterros da demolição do Morro do Castelo. O prédio alto à esquerda era o Ministério da Educação até 1960, projeto de Le Corbusier.



Igreja São Francisco de Paula - 1930 - no Largo de São Francisco. No seu lado esquerdo situava-se a grande loja de departamentos Park Royal, completamente destruída por incêndio em 1943.



Bairro de Ipanema nos anos 50. Ao fundo o Morro Dois Irmãos.


Palácio Pedro Ernesto na esquina da Rua Evaristo da Veiga com a Cinelândia – ano 1965.


Pier de Ipanema -1972 ( na verdade um grande andaime para a construção do emissário submarino de esgotos).


Jardins da Praia de Botafogo – Mourisco – 1954. Ao fundo o Morro do Pasmado e Policlínica de Botafogo em direção à Av. Pasteur.


Rua Barata Ribeiro - 1928. Ao fundo o Morro do Cantagalo.


Rua da Matriz – 1970, transversal entre as ruas Voluntários da Pátria e São Clemente, em Botafogo. Desemboca na rua Voluntários em frente à Igreja Matriz de São João Batista da Lagoa.


Teatro Municipal do Rio de Janeiro, nos anos 30.


Rua Toneleros, na esquina com a Rua Siqueira Campos – anos 60. Praia de Copacabana, antes do alargamento - 1956. Antigo posto de salvamento. Toda a faixa asfaltada transformou-se no atual calçadão e a praia foi alargada com areia dragada da enseada de Botafogo.


Praia de Ipanema – anos 50.


Morro do Outeiro da Glória – 1865. O sopé do morro chegava ao mar. Não havia a passagem onde, hoje, situa-se a Av. Beira-Mar.


Bonde Piedade – 1950 - (bairro além de Engenho de Dentro) sempre lotado de “pingentes” nos estribos.


Bonde 21 “Jardim Leblon” - 1950.


Bonde na Praça Saens Peña – Tijuca - 1930.


Os primeiros bondes elétricos não possuíam parabrisas.


Passeio Público 1906 – Um bonde puxado por burros e muitos cabriolés estacionados (os taxis da época).


Para mim, o Rio de Janeiro sempre foi lindo!


Flavinha.

6 comentários:

Luiz Correia disse...

Linda mesmo em preto e branco!
Abraços

Ps.: Eu acho que a Igreja de Santa Luzia ainda está lá.Não foi demolida.

Flavinha disse...

Oi, luiz, é verdade!
Mesmo sendo em preto e branco ou sendo antigas, o Rio é mesmo lindo!
Obrigada por ter vindo!

Renata disse...

Flavinha

Muito bacanas as fotos.Me dá saudade de um tempo que não vivi.

bjoka

Flavinha disse...

Verdade, Re...engraçado que eu também pensei nisso quando postava as fotos.
Beijos e fique com Deus!!!!

Valério Cortez disse...

Querida Flavinha

É como dizia o Gil, o Rio continua lindo.

No passado, no presente, preto e branco ou colorido. De qualquer jeito e sempre.

Lindas fotos.

Um grande abraço e bom resto de domingo.

Flavinha disse...

Obrigada, concordo com vc, Valério!
Um abraço!